Condomínio Simples

5 dicas para impedir inadimplência no condomínio

impedir inadimplência no condomínio
05/09/2017   publicado por: Grupo Condac

Impedir inadimplência no condomínio ainda é um grande desafio para os síndicos. Além de afetar diretamente a situação financeira do devedor, a inadimplência pode comprometer todo o funcionamento de um condomínio, incluindo sua manutenção e até mesmo as remunerações dos funcionários.

No entanto, para superar a inadimplência um síndico precisa desenvolver as melhores estratégias de negociação, ainda que seja necessário tomar algumas medidas preventivas, como enviar boletos com antecedência.

Nesse caso, conhecer algumas dicas pode fazer toda a diferença. Então confira as nossas sugestões e descubra como lidar com esse pesadelo e impedir a inadimplência no condomínio!

1. Ofereça mais de uma opção para pagamento

Oferecer diferentes opções para o pagamento é uma estratégia eficiente para reduzir a inadimplência. Vale lembrar que muitos moradores podem atrasar o pagamento simplesmente por motivos simples, como esquecimento, não ir ao banco sacar o dinheiro ou simplesmente porque o seu talão de cheques acabou.

Nesse caso, vale a pena oferecer novas possibilidades aos condôminos, como cartão de crédito, débito automático em conta, dinheiro, entre outras opções.

2. Envie sempre os boletos com antecedência

Ao enviar boletos com antecedência um síndico consegue evitar os atrasos, principalmente dos moradores que se esquecem dos prazos corretos.

Além disso, essa prática é importante para receber até mesmo mensalidades adiantadas ou eliminar qualquer dúvida com relação à falta de notificação. Outra sugestão é enviar mensagens por e-mail ou no próprio celular avisando sobre a data de vencimento de cada mensalidade.

3. Conscientize os moradores

Durante a assembleia do condomínio é essencial sempre destacar a inadimplência como pauta.

Lembre-se de que vale a pena mencionar sobre as consequências que o condomínio sofre ao receber pagamentos atrasados, além dos juros que são impostos, como o comprometimento da manutenção, remuneração dos funcionários, além de outros benefícios que poderão ser reduzidos, afetando assim a rotina de todos.

Assim, para incentivar o pagamento em dia o síndico também pode oferecer descontos como incentivo, explicando ainda quais são os processos judiciais para os devedores que não estão dispostos a regularizar a situação.

4. Faça um planejamento para o condomínio

Qualquer parcela sofre reajustes durante determinado tempo. Entretanto, para evitar reclamações e insatisfações o síndico tem o dever de apresentar um planejamento financeiro e esclarecer todas as dúvidas sobre o assunto.

Com essa medida, você terá mais oportunidades de falar sobre a situação econômica do país e como ela afeta o setor financeiro, além de notificar sobre reformas no condomínio, os custos, as vantagens etc.

5. Mantenha um fundo de reserva

Ter uma reserva financeira é indispensável para lidar com imprevistos, inclusive quando as taxas de inadimplência fogem do controle.

Ainda que o condomínio cobre juros e outras punições, é inevitável que alguns devedores não cumpram os prazos, por isso, ao guardar uma determinada quantia todos os meses, o condomínio poderá equilibrar as finanças, evitando prejuízos maiores com dívidas.

As nossas dicas te ajudaram a descobrir como evitar a inadimplência no condomínio? Então aproveite para aprender mais, basta baixar nosso e-book “Guia completo para administrar um condomínio com sucesso”.

Tags: #impedirinadimplêncianocondomínio #grupocondac
Icone House

Nós conhecemos a vida em condomínio

Temos soluções ideais para o seu condomínio