Condomínio Simples

Pare e aprenda como evitar conflitos entre vizinhos do condomínio

conflito entre vizinhos
09/03/2017   publicado por: Grupo Condac

Evitar conflito entre vizinhos do condomínio certamente não é um trabalho simples. É preciso unir jogo de cintura e transparência algo que pouca gente tem hoje em dia: tempo. Para complicar, além das ocupações usuais de um síndico, lidar com vizinhos em conflito faz parte do trabalho de quem assume esse papel.

Por isso, elencamos 4 dicas para você aprender a evitar divergências entre os moradores e deixar essa sua tarefa um pouco mais fácil.

Confira como resolver conflitos entre vizinhos em relação a:

1. Animais

Os pets podem dividir espaços comuns com outros moradores que não têm bichos, mas todas as regras devem estar bem claras. Isso é importante para que nenhum lado se sinta desrespeitado pelo outro.

O regimento interno do condomínio deve explicar itens como: locais onde os animais podem circular (incluindo elevadores de serviço/sociais); o que acontece caso o animal faça necessidades em áreas comuns e como serão tratados problemas com latidos e outros barulhos.

Assim, você deixa previamente esclarecido como os donos de animais devem proceder em relação aos seus bichos e o restante do condomínio. Caso alguma norma seja quebrada, converse com as partes.

2. Garagem

Uma das maiores causas de problemas nos condomínios é a garagem. Carros estacionados fora da vaga, uso dos espaços como depósito e até mesmo danos aos veículos são algumas situações comuns. Para evitar que o conflito se prolongue, tente sempre se antecipar ao problema.

Faça campanhas de esclarecimento com cartazes nos elevadores e nas áreas comuns. Se houver câmeras na garagem, oriente o porteiro a comunicar o apartamento do morador que infringir alguma das normas. Converse com o condômino e, caso necessário, aplique as advertências que constam na Convenção de condomínio.

3. Barulhos

Se barulho no condomínio é a sua maior fonte de reclamações, é possível pensar em algumas saídas para evitar esse problema. A primeira delas é restringir os horários para diferentes tipos de ruídos. Obras, por exemplo, em geral são permitidas entre 8h e 17h; sons de festas, até as 22h. Isso pode ser também acordado entre os moradores durante as reuniões de condomínio.

Também é preciso observar barulhos em relação às crianças. Determine períodos para utilização do parquinho e peça aos pais para se atentarem aos horários.

4. Vazamentos

A primeira coisa a se fazer em caso de vazamentos é verificar de onde vem o problema: se do próprio apartamento, do vizinho ou da estrutura do prédio. Nesse último caso, a responsabilidade é do condomínio.

Quando o problema é dentro do imóvel do vizinho, a solução é conversar. Muitas vezes, o morador nem percebeu o vazamento, e avisá-lo já solucionaria o problema. Caso persista, você, como síndico, pode formalizar um comunicado e estipular um prazo para que ele resolva.

Para quem aceita o papel de fazer a gestão de condomínio, o principal caminho é sempre o diálogo. Resolver as divergências com conversa pode evitar desgastes longos entre moradores e até mesmo para o síndico. Assim, fica mais fácil viver em comunidade.

Gostou das nossas dicas para evitar conflitos entre vizinhos na sua gestão de condomínio? Curta nossa página no Facebook para não perder os próximos conteúdos!

Guia de Assembleias

Tags: #conflitoentrevizinhos
Icone House

Nós conhecemos a vida em condomínio

Temos soluções ideais para o seu condomínio